Revista TPM

tamanho da letra
aumentar fonte
diminuir fonte

Luciana Gimenez

Descubra quem é a mais polêmica apresentadora da TV
13.03.2009 | Texto: Ariane Abdallah | Fotos: Feco Hamburger

Ela tem fama de burra, de golpista e comanda um programa taxado de “bagaceiro”. Mas é assistida diariamente por milhões de brasileiros, nunca tomou um processo nem mostrou sua casa em revistas. Pela primeira vez, Luciana Gimenez baixa a guarda e abre a sala, o quarto e o banheiro – além do estúdio do Su­per­Pop – para a Tpm. Esqueça tudo o que já ouviu falar sobre a mãe do caçula do Mick Jagger e tire suas conclusões

foto2-019435_NOVA

Você pode estar se perguntando o que Luciana Gi­­menez faz na Tpm. Por que daríamos voz à mu­­lher considerada burra por cometer erros de por­tuguês, aquela que “deu o golpe” em Mick Jagger e em um dos donos da emissora em que tra­ba­­lha? Dei­xa­mos o diz que diz às mídias es­pecia­li­za­das e passamos três dias na cola dela para descobrir quem é, de fato, a apresentadora do SuperPop – a única do Brasil a segurar, há oito anos, um programa qua­­­tro vezes por semana, ao vivo, no ho­rário nobre da TV aberta e um dos maiores faturamentos da Re­de­TV!. Ela topou. E não fez restri­ções – nem na hora do banho.
Às 10 horas de uma quarta-feira, cheguei a Al­pha­­vil­le (SP), na casa que ela divide com Marcelo de Car­­va­­­lho e Lu­cas Jagger. Encontrei a paulistana, de 38 anos, com cara de sono e de pijama. O cabelo, despenteado, estava preso por um frufru que parecia feito dos pelos dos três ca­chor­ros e dos quatro gatos, todos bran­­­­cos, que habitam a casa. Na tela do computador, seu filho, de 9 anos, aparece de ócu­­los escuros e com a língua para fora. Luciana nun­­­ca divulgou essa foto nem as que decoram o quarto do garoto, em que Mick Jagger sorri ao lado dela e de Lu­cas – que tem a boca do pai.

Filha da atriz Vera Gimenez e enteada de Jece Va­la­dão (rei das pornochanchadas), Luciana faz ques­tão de colocar o filho para dormir antes de ir trabalhar. Fe­cha a porta do quarto e só sai de lá quando o pequeno embala no sono. Além desse cômodo, da suíte do ca­sal e de dois closets lotados, Luciana tem um quar­to só seu, cheio de livros – de romances água com açúcar em inglês a Quando Nietzsche Chorou (de Irvin D. Yalom): “Leio várias coisas ao mesmo tempo”, garante ela, pingando de su­or du­rante a aula particular de astanga ioga – que pratica há seis anos e que mudou sua vida. “Antes da ioga ela era explosiva”, re­vela Benê, cozinheira que já comandou as panelas de Lu­cilia Di­niz e de Celita Procópio de Carvalho (dona da Faap), até come­çar a servir legumes orgânicos para Luciana, há sete anos.

Pronto, falei
Apesar de seu 1,81 metro e do jeito “pron­to, fa­lei”, os 12 fun­­cionários de sua casa e outros da Rede­­TV! garantem que Lu­cia­na não dá chiliques. “Ela não é de gritar. Dá bron­ca, mas com jei­to”, conta Fabiano, assistente pessoal da apresentadora.

Ela usa com frequência a palavra “integridade”, não faz parte do time de celebridades que termina e reata namoros em revistas, desistiu de ser médica por não gostar de estudar e adora assistir ao canal a cabo Animal Planet. Além de atrações como mu­­lheres-frutas, atrizes pornôs e desfiles de lingerie, Luciana já recebeu Geraldo Alckmin, Washington Olivetto e o próprio Mick Jag­ger no SuperPop, assistido diariamente por cerca de 250 mil pessoas (só na Grande São Paulo), das quais 60% são de clas­ses A e B, segundo o Ibope. E nunca sofreu um processo na Justiça.

Esta entrevista começou na hora em que ela tomava banho. “Vem cá”, gritou. Sentei, então, na tampa do vaso e a vi ti­rar xampu do cabelo ao mesmo tempo que contava o que pensa. Quatro ho­ras depois, já sentadas em sua cama, ela interrompia o papo pa­ra beijar suas cachorras na boca. Misturando inglês com portu­guês depois de morar 15 anos fora do Brasil, Lu­ciana fala de di­nhei­­ro, qualidade de seu programa, Mick Jagger e sobre como vi­ve em paz apesar de tanta gente ser paga para pensar... na vida dela.

Páginas: « anterior | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | próximos »