Revista TPM

tamanho da letra
aumentar fonte
diminuir fonte

Moda Intuitiva

Cris Guerra, do blog Hoje Vou Assim, lança um "não manual" de moda e estilo
03.07.2013 | Texto: Natacha Cortêz

Fernando Martins/Divulgação

Cris Guerra

Cris Guerra

Conhecida pelo pioneiro blog de looks diários no Brasil, o Hoje Vou Assim, a publicitária Cris Guerra lança neste mês seu segundo livro, e primeiro sobre moda, Moda Intuítiva -  Um “não manual” de moda para ajudar você a descobrir seu próprio estilo. Nele, ela relata sua experiência e aprendizado dos últimos seis anos dedicados ao assunto.

A Tpm conversou com a Cris, que esclareceu: "o Moda Intuitiva não é um guia de combinações e regras. Ele traz a proposta de enxergar como a moda e o estilo podem ser desenvolvidos por qualquer pessoa, combinando as tendências com a individualidade, o estado de espírito, e as informações de quem veste". 

Tpm. O que o Moda Intuitiva tem que os outros livros de consultoria de estilo não trazem?
Cris Guerra. A proposta do meu livro é um pouco nova. Acima de tudo, é uma proposta um pouco autobiográfica. Ele traz a minha vivência de seis anos tateando o universo da moda. E precisa ficar bem claro que ele é um não manual, um não guia de estilo. Nele, eu conto minha experiência e espero que através dela, os leitores possam desenvolver as suas. A moda foi muito importante pra formação da minha autoestima, e a minha vontade é que ela ajude outros da mesma forma.

Tpm. E como foi escrevê-lo? Tive uma certa resistência em escrever o livro a princípio. Depois entendi que precisava colocar no papel o raciocínio que usava pra construir meu próprio estilo. Então, sentei e escrevi o livro em dois meses. E antes de mais nada, me preocupei em mostrar nele que cada um decide o que é melhor pro seus próprios olhos. Nossos olhos precisam ser treinados pro diferente, pro que não é padrão. Outra coisa: nossa principal referência deve ser nós mesmos. Enquanto estivermos focados no outro, em como ele vive, se veste, o que consome, vamos satisfazer uma visão deturpada, e desejos nada influenciados por nós mesmos. Cada um deve procurar seus clássicos, suas referências.

 

"Enquanto estivermos focados no outro, em como ele vive, se veste, o que consome, vamos satisfazer uma visão deturpada, e desejos nada influenciados por nós mesmos"

 

Tpm. E quais são as suas? Sou muito apaixonada pela roupa. Pelas sensações físicas dela. Pelo tecido, pelo  caimento, por como ela se comporta no meu andar. Sempre tive muito prazer na minha relação com as roupas. Costumo dizer que sou minha própria Barbie, que brinco de me vestir, e adoro isso. Acho que esse exercício de gostar de se vestir ajuda no autoconhecimento.

Divulgação

A capa de Moda Intuitiva

A capa de Moda Intuitiva

Tpm. E qual é o melhor caminho pra uma pessoa afinar seu estilo e gostar dele? Acredito que quando a gente está muito feliz com a gente mesmo, conseguimos fazer qualquer regra de consultoria de moda ir a nosso favor. Mas nos sentimos livres pra desrespeitar elas também. Sabe? Não importa quais são as formas mais aceitadas, os padrões. Pode ser bonito se não for simétrico, pode ser bonito se não o mais esperado. Por que não não treinar o olhar pro diferente? O olho precisa ser treinado. Se acostumar, sabe? Gostar de coisas que no começo são estranhas, mas depois aprendemos a gostar. Nos surpreendemos quando vamos além dos manuais. 

No livro, falo ainda sobre a importância de fazer concessões. Não adianta ter um armário lotado. Não vemos as coisas e no final temos muito mais do que precisamos. Não é que eu seja a favor de não comprar, não é isso. Novidade é importante. Comprar é gostoso. Acho apenas que devemos aprender a comprar. Fazer da compra um momento prazeroso, que leve tempo, paciência. Fazer um bom uso daquele dinheiro, roupa é investimento. Curtir o dia de compras.

Tpm. É possível ter um bom armário gastando pouco? Acredito que sim, dá pra construir um bom armário gastando menos. Mas claro, devemos elencar algumas peças que valem a pena pagar mais. Pela quantidade de uso mesmo. Uma boa calça jeans precisa ter qualidade pra aguentar uso, maquina de lavar. Talvez vale a pena gastar mais em uma calça que não vai desbotar tão cedo. Economia pequena é bobagem quando se trata de qualidade. Mas olha, roupa no Brasil não tá, nem nunca foi barato. Indico ainda liquidações. Vale a pena esperar esses saldões pra investir em peças de marca. Mas cuidado, não é porque tá com 50% de desconto que vou comprar o estoque todo.

Tpm. E algumas dicas que você aplica no seu cotidiano e que vale muito seguir? Uma dica importante: completar seu armário com olhar de colecionador. Qual peça chave que me falta? Qual clássico vai me ajudar a montar inúmeras produções? Qual roupa vai durar estações e mais estações? Outra dica: aproveite sua roupa, tire o máximo dela. Use-a em looks diferentes e de formas diferentes. Isso vai te ajudar a economizar, e ao mesmo tempo, variar o visual. É uma questão de exercício. E se não usar tal peça, se desfaça dela. Alguém pode fazer bom uso.

Vai lá: Moda Intuitiva - Um “não manual” de moda para ajudar você a descobrir seu próprio estilo; Editora Lafonte
Quanto? R$ 34,90